Férias de julho dão impulso a setor hoteleiro com ânimo diante das vacinas

Donos de pousadas, pesquisadores e representantes do setor de turismo têm otimismo diante dos próximos meses no país

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2021 10h57
Ricardo Moraes/ReutersRepresentantes do turismo brasileiro incentivam viagens dentro do próprio país

Cristiani Vieira Barbieri é dona da Pousada Viva Brotas, no interior de São Paulo. Há 20 anos no mercado, ela conta que teve muita sorte de não ter fechado as portas. Com o avanço da vacinação e a vontade de viajar que estava reprimida, Cristiani diz que a pousada voltou a lotar, e com um público diferente. “As famílias se sentiram muito confortáveis aqui, seguras, então a nossa expectativa para a próxima temporada é muito alta. A gente acredita que vamos ter um verão muito bom, com trabalho para todo mundo, com faturamento acima da média”, afirma. Apesar da alta procura nestas férias, os índices de ocupação deste ano devem continuar inferiores aos registrados antes da pandemia.

Para a pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Mariana Aldrigui, há motivos para otimismo, principalmente conforme avança a vacinação no país. “Se pegarmos os dados que vêm de Europa e Estados Unidos, o setor cresce muito e consistentemente, então pode ser que a gente recupere todas essas vagas já em 2021”, pontuou. A recuperação dos mercados internacionais aponta uma tendência que deve se repetir no Brasil. A aceleração da vacinação na Europa, Ásia e Estados Unidos permitiu a retomada do Turismo, impulsionada, principalmente, pelo verão do hemisfério Norte. Para o presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira, Manoel Linhares, seria importante os brasileiros valorizarem mais as belezas naturais do nosso país, optando por viajar e consumir internamente.

“O turismo no Brasil, com essa retomada, tem tudo para crescer. Nós temos um país extenso. O brasileiro tem que conhecer melhor o seu Estado, o seu país. Muitas vezes sai daqui para fazer um turismo no Caribe enquanto nós temos no Nordeste, no Sul, no Sudeste, umas praias maravilhosas, bem melhores do que as do Caribe”, comentou. A pandemia transformou as exigências do turista. Ao longo deste ano, essas mudanças devem ser mantidas: os viajantes dão mais importância para aspectos como limpeza e higienização na estadia.

*Com informações do repórter Victor Moraes