Fora da urna após décadas, Alckmin desconversa sobre disputa futura

O ex-governador declarou seu apoio ao atual prefeito e candidato à reeleição Bruno Covas (PSDB)

  • Por Jovem Pan
  • 16/11/2020 09h38
Charles Sholl/Estadão ConteúdoDurante a votação, Alckmin brincou sobre a sensação de votar em uma eleição, em que ele não é candidato

O ex-governador Geraldo Alckmin deixou em aberto a possibilidade de disputar algum cargo em 2022. O tucano votou, neste domingo, 15, em um colégio na zona sul da capital paulista. A presença do político gerou aglomeração e tumulto. Alckmin chegou ao colégio eleitoral, pouco antes do meio-dia, acompanhado da esposa para a votação nas eleições municipais. No local, ele conversou com a imprensa, declarou seu apoio ao atual prefeito e candidato à reeleição Bruno Covas (PSDB) e também reforçou a importância do pleito municipal. Indagado sobre a possibilidade de se reeleger futuramente, o ex-governador desconversou. “Tem dois ansiosos na vida: os políticos e os jornalistas”, disse. Alckmin brincou sobre a sensação de votar em uma eleição, em que ele não é candidato. “Olha, eu comentei até agora a pouco que é muito melhor nos outros, viu?”, afirmou. Alckmin disse, também, que se o século 19 foi dos impérios e o passado dos países, agora, os protagonistas são os municípios, com governos mais próximos das pessoas, dos contribuintes e dos cidadãos.

*Com informações da repórter Caterina Achutti