França cita ameaças à Amazônia e reafirma que país não deve ratificar acordo Mercosul-UE

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2019 06h44
EFEAlém da França, a Áustria também já se posicionou contra o tratado

A ministra do Meio Ambiente da França, Elisabeth Borne, reafirmou, nesta terça-feira (8), que o país deve se opor à efetivação do acordo entre Mercosul e União Europeia (UE). Ela reforçou que o governo francês não vai aceitar a proposta nas condições atuais.

Sem fazer referência direta ao Brasil, a ministra disse que não é possível assinar um tratado comercial com um país que não respeita a floresta amazônica e o Acordo de Paris. Ela lembrou que o posicionamento da França foi claro desde o início.

Depois de décadas de negociações, europeus e o Mercosul chegaram a um consenso no final de junho deste ano. Os termos do acordo, porém, ainda precisam ser ratificados por todos os países que integram os blocos.

Em agosto, o presidente francês, Emmanuel Macron, disse que vetaria o acordo ao acusar o presidente Jair Bolsonaro (PSL) de ter mentido e minimizado preocupações com as mudanças climáticas. A decisão gerou tensões entre os dois presidentes, mas Macron não recuou das declarações.

Além da França, a Áustria também já se posicionou contra o tratado comercial.

*Com informações da repórter Nanny Cox