Furacão Dorian: Situação ainda é crítica nas Bahamas

  • Por Jovem Pan
  • 04/09/2019 09h55 - Atualizado em 04/09/2019 10h45
EFEA NASA cedeu imagens que mostram a força do furacão Dorian

A situação após a passagem do furacão Dorian ainda é bastante crítica nas Bahamas e autoridades tentam mensurar os prejuízos materiais e humanos. Além dos 7 mortos e dos feridos, milhares de casas ficaram debaixo d’água depois da tormenta.

A elevação do nível de água se deu por causa da forte tempestade que se formou após a passagem dos ventos que atingiram mais de duzentos quilômetros por hora. Apesar do momento mais crítico já ter passado, ventanias e fortes chuvas ainda atingiram o arquipélago nesta terça-feira (3).

Novas imagens divulgadas pela Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos mostram o tamanho e a força do Dorian no oceano Atlântico durante a passagem pelas Bahamas. Os últimos registros indicam que o estrago foi maior que o esperado e o número de vítimas pode aumentar, de acordo com as autoridades.

Hospitais, abrigos e prédios públicos também estão inundados. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 60 mil pessoas estariam precisando de ajuda alimentar. A ONU deve enviar duas equipes de avaliação para identificar as principais demandas após a tragédia.

Milhares de pessoas continuam ilhadas e, de acordo com o governo das Bahamas, as operações de resgate já estão ocorrendo nas áreas consideradas mais seguras. Ainda não há estimativa do prejuízo causado pela passagem do furacão Dorian, que perdeu força depois de destruir as Bahamas.

*Com informações do repórter Matheus Meirelles