Gestão Covas fecha mais de 500 bares desde o início da pandemia

No sábado, 32 estabelecimentos foram interditados por descumprir as regras de funcionamento na pandemia

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2020 07h19 - Atualizado em 10/08/2020 07h19
Tânia Rêgo/Agência BrasilSegundo a prefeitura, mais de 500 bares e restaurantes já foram fechados na cidade desde o início da quarentena

O domingo de sol animou muitos paulistanos a sair de casa para celebrar o Dia dos Pais em São Paulo. Abertos por mais tempo, bares e restaurantes foram opção para muitas famílias. Nos dois dias, o que se viu, porém, foi um misto de precaução e negligência com as medidas de proteção contra a Covid-19. No sábado, enquanto Palmeiras e Corinthians disputavam a final do Campeonato Paulista, torcedores se reuniram nos bares perto do estádio, muitos sem máscara, e a polícia precisou dispersar alguns grupos.

Este foi o primeiro final de semana com bares abertos até 22h na capital Paulista. No sábado, ao todo, 32 estabelecimentos foram interditados por descumprir as regras de funcionamento na pandemia. Segundo a prefeitura, mais de 500 bares e restaurantes já foram fechados na cidade desde o início da quarentena. Apesar das restrições ainda impostas, o empresário Humberto Munhoz disse que o horário estendido tem ajudado a melhorar o rendimento do setor.

O prefeito Bruno Covas lamentou a marca de 100 mil mortos pela Covid-19 no Brasil e reforçou a necessidade da população manter as medidas de proteção. Nesta segunda-feira, 10, a prefeitura da capital entrega o complexo Hospitalar Municipal Sorocabana, na Lapa, com disponibilidade de 55 leitos para o tratamento da Covid-19. Mais de 12.700 pessoas estão internadas em todo o estado, sendo 5.464 delas em unidades de terapia intensiva (UTIs). Ao todo, já são quase 630 mil casos confirmados da doença e 25 mil mortos.

*Com informações da repórter Camila Yunes