Gil Rugai tem transferência ao regime semiaberto autorizada pela Justiça

Condenado há 33 anos de prisão pela morte do pai e da madrasta, ex-seminarista teve comportamento avaliado como ‘ótimo’, sem registros de faltas disciplinares

  • Por Jovem Pan
  • 24/11/2021 06h40 - Atualizado em 24/11/2021 11h42
VALÉRIA GONÇALVEZ/AGÊNCIA ESTADO/AE STF concede habeas corpus a ex-seminarista Gil Rugai Atualmente, Gil Rugai estava preso na Penitenciária 2 de Tremembé, no interior de São Paulo

Condenado há 33 anos de prisão pelo assassinato do pai e da madrasta, Gil Rugai conseguiu progressão ao regime semiaberto. Atualmente, ele estava preso na Penitenciária 2 de Tremembé, em São Paulo. A decisão, proferida no dia 19 de novembro, é da juíza juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani que, mesmo com parecer contrário do Ministério Público, autorizou a progressão do regime. Segundo ela, o ex-seminarista foi considerado “totalmente positivo” no período em que ficou preso, tendo um comportamento é “ótimo”, sem faltas disciplinares. Com isso, a progressão do regime deve acontecer em até 15 dias, segundo a determinação. Além de Gil Rugai, outro preso da Penitenciária do Tremembé recebeu decisão favorável da Justiça, foi Roger Abdelmassih, de 78 anos. Ele recebeu aval do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), para internação e realização de perícia médica e, posteriormente, avaliação sobre o regime prisional. A defesa cita o quadro clínico do ex-médico e solicita prisão domiciliar humanitária.

*Com informações do repórter Fernando Martins