Gleisi critica Obama por afirmar que havia boatos de corrupção envolvendo Lula

Em livro, o democrata diz que o ex-presidente brasileiro não é uma pessoa de escrúpulos e que o governo do petista foi permeado por corrupção

  • Por Jovem Pan
  • 19/11/2020 06h47 - Atualizado em 19/11/2020 10h22
ReproduçãoA deputada ainda disse que Obama precisa explicar a participação dele na Lava Jato e no impeachment de Dilma Rousseff, o que classificou como golpe

A presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, criticou o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama. O motivo é que no livro “Terra Prometida”, lançado esta semana, Obama fez alguns apontamentos a respeito do ex-presidente Lula, o que desagradou a deputada. O norte-americano diz que o petista havia causado “boa impressão” em uma reunião na Casa Branca e o descreveu como “ex-líder sindical grisalho e cativante”. Barack Obama ainda disse que Lula “iniciou uma série de reformas pragmáticas que fizeram as taxas de crescimento do Brasil dispararem”.

No livro, o democrata afirmou que o ex-presidente brasileiro não é uma pessoa de escrúpulos e que o governo do petista foi permeado por corrupção. Gleisi Hoffman saiu em defesa de Lula. Pelas redes sociais, ela disse que “Obama passou oito anos fazendo guerras e espionagem a serviço da indústria de armas e do establishment dos Estados Unidos”. Sem citar Joe Biden, ela ainda afirmou que o ex-presidente norte-americano “acobertou um vice investigado por corrupção e, agora, quer dar conselhos ao Brasil”. A deputada ainda disse que Obama precisa explicar a participação dele na Lava Jato e no impeachment de Dilma Rousseff, o que classificou como golpe.  Em 2013, documentos divulgados apontaram que a ex-presidente e assessores foram espionados pelos Estados Unidos.

*Com informações da repórter Camila Yunes