Governo de São Paulo cria ranking de vacinação contra Covid-19

Águas de São Pedro foi município que mais imunizou até agora; capital paulista é o 304º na lista

  • Por Jovem Pan
  • 02/04/2021 07h42
JOSÉ MARCOS/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO - 06/03/2021Se fosse considerado apenas o número de doses aplicadas, a capital paulista com certeza estaria no topo desse ranking

Com 3.122 habitantes, a pequena cidade de Águas de São Pedro é o município que mais vacinou contra a Covid-19 no Estado de São Paulo em relação à população local. Foram aplicadas 842 doses, o suficiente para imunizar quase um terço da população. O município está no topo do ranking de vacinação lançado nesta quinta-feira, 1º, pelo governo de São Paulo. Na sequência aparecem as cidades de Flora Rica, com um quarto da população vacinada, e Arco Íris, com 23% dos habitantes imunizados.

Se fosse considerado apenas o número de doses aplicadas, a capital paulista com certeza estaria no topo desse ranking. Até esta quinta-feira, 1º de abril, foram aplicadas mais de 1,3 milhão doses da vacina contra a Covid-19. Mas como o município tem quase 12 milhões de habitantes, o percentual de pessoas imunizadas é de apenas 11% — o que faz com que a cidade fique no 304º lugar dessa lista.

A Ana Paula Criado é cirurgiã dentista e ficou aliviada ao tomar a segunda dose da vacina nesta quinta. “Um medo constante de voltar para casa e ter alguma coisa, transmitir para os nossos. Mas agora eu estou aliviada porque tomei a segunda dose hoje e rezando para que tudo isso passe o quanto antes.” Roberto Garcia é formado em Educação Física, mas atualmente vive com a renda que consegue como motorista de aplicativo. Ele conta que está há três semanas trabalhar por receio da nova cepa do coronavírus.

Como nesta semana a Prefeitura começou a vacinar profissionais da saúde autônomos com mais de 53 anos, ele conseguiu tomar a primeira dose da vacina. “Além da questão do vírus em si, essa falta de leitos nos hospitais. Então, na verdade, nem é só o Covid-19. Você pode dirigir a trabalho, por aplicativo, sofrer um acidente. Só um exemplo de uma necessidade de precisar de um leito no hospital e não ter.” Na última posição da lista está Itaquaquecetuba. Apenas 4% dos 370 mil habitantes da cidade receberam a primeira dose até agora.

*Com informações da repórter Nicole Fusco