Hospital onde Roberto Jefferson está internado aciona STF para pedir transferência do ex-deputado

Segundo direção, unidade de saúde não tem mais condições de arcar com os custos do tratamento; além disso, a presença do ex-parlamentar estaria causando transtornos que afetam a segurança de profissionais e pacientes

  • Por Jovem Pan
  • 11/10/2021 08h55 - Atualizado em 11/10/2021 12h55
Valter Campanato/Agência BrasilDecisão deve ser tomada até a próxima semana; ainda não está determinado se Roberto Jefferson voltará para o presídio ou se vai ficar em prisão domiciliar

O ex-deputado federal Roberto Jefferson continua internado no Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio de Janeiro. A direção da unidade de saúde encaminhou um ofício à Polícia Federal (PF) solicitando que agentes escoltem o ex-parlamentar. Além disso, outras questões estão sendo empecilhos para o hospital, que informou que não tem mais condições de custear todo o tratamento de Jefferson, internado para tratar de uma infecção urinária, mas que já passou por um cateterismo. O ex-deputado foi preso em 13 de agosto em uma operação da PF por formação de quadrilha. Ele estava em Benfica, foi encaminhado ao presídio de Bangu, também na zona Oeste da capital fluminense, mas, por complicações de saúde, foi levado para ser atendido no hospital. A unidade de saúde trata com o Supremo Tribunal Federal (STF) para fazer a desospitalização e saber se ele vai ser encaminhado ao presídio de Bangu ou se vai seguir para prisão domiciliar. Roberto Jefferson usa uma tornozeleira eletrônica. Segundo o hospital, o ex-deputado tem causado transtornos que deixam a segurança do espaço comprometida, tanto para profissionais quanto para pacientes. A decisão já deve ser tomada na próxima semana.

*Com informações do repórter Mateus Koelzer