Idosos entre 60 e 64 anos não têm mais transporte gratuito em São Paulo

Cartões de pessoas que não completarem a idade até esta segunda-feira serão cancelados

  • Por Jovem Pan
  • 01/02/2021 08h23
José Patrício/Estadão Conteúdo Segundo o governo e a prefeitura de São Paulo, a decisão "acompanha a revisão gradual das políticas voltadas a esta população"

Chega ao fim nesta segunda-feira, 1º, a gratuidade no transporte público para idosos com idades entre 60 e 64 anos em São Paulo. A suspensão foi determinada pelo governador do Estado, João Doria, e pelo prefeito da capital, Bruno Covas. A medida vale para os ônibus municipais, intermunicipais da EMTU, Metrô e trens da CPTM. A passagem ainda será gratuita para pessoas com mais de 65 anos, já que o benefício é garantido pelo Estatuto do Idoso. Os cartões de pessoas que não completarem a idade até esta segunda-feira, no entanto, serão cancelados.

Esse é o caso do zelador Tarcísio de Lourdes Rodrigues, de 62 anos, que vai passar a gastar cerca de R$ 10 por dia com a passagem. “No mínimo eu vou gastar R$ 10 todo dia. Vou no médico, eu pego Metrô, ônibus. Vou ter que pagar. Vai fazer falta para mim porque era um dinheiro que podia comprar um remédio, uma escola melhor para o meu filho. Agora não posso mais.” Segundo o governo e a prefeitura de São Paulo, a decisão “acompanha a revisão gradual das políticas voltadas a esta população”. A auxiliar de serviços Maria Martins Santana Rodrigues, de 66 anos, conta que a gratuidade da passagem a ajudou a pagar as contas durante os anos. “Bem na época que a pessoa precisa mais desse benefício ele é cortado. Isso não pode acontecer.”

O Bilhete Único do Idoso pode ser obtido pelos usuários com idade igual ou superior a 65 anos que comprovadamente residam nos municípios que compõem a Região Metropolitana de São Paulo. Já para quem tem menos de 65 anos e teve o cartão cancelado, a orientação é atualizar o cadastro no site da SPTrans. O documento é enviado de forma gratuita pelos Correios dentro de dez dias após a solicitação. Também é possível retirar gratuitamente o bilhete nos postos de atendimento da SPTrans.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini