Índice de preço da Ceagesp fecha 2020 com alta de 15,9%

Setores mais expressivos foram banana nanica, com 84,7%; abóbora seca, com 73,4%; e peixe cavalinha, com 92,5%

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2021 09h51 - Atualizado em 07/01/2021 09h52
Rovena Rosa/Agência BrasilMesmo com a flexibilização e a reabertura de bares e restaurantes, a demanda não conseguiu atingir o mesmo resultado de 2019

O preço dos alimentos monitorados pelo índice Ceagesp registrou alta de 15,94% em 2020. As altas mais expressivas foram banana nanica, com 84,7%; abóbora seca, com 73,4%; e peixe cavalinha, com 92,5%. Segundo a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo, por causa da pandemia de Covid-19, o “setor de diversos” registrou alta nos preços de 41,09%. As frutas fecharam o ano com alta de 18,48% e, os legumes, com 17,71%. Já as verduras tiveram queda de 2,51%.

Mesmo com a flexibilização e a reabertura de bares e restaurantes, a demanda não conseguiu atingir o mesmo resultado de 2019. Para o primeiro semestre de 2021, produtos como legumes e verduras podem sofrer maiores oscilações no preço por causa do clima que interfere diretamente na produção. As frutas podem ter os preços reduzidos, em relação ao ano passado. Já o setor de diversos, por ter acumulado alta nos últimos 3 meses, poderá ter queda ou estabilidade no preço.

*Com informações da repórter Caterina Achutti