Indústria apresenta meta de redução voluntária de consumo de energia em setembro

Abrace avalia que cerca de 1.100 grandes consumidores estarão aptos a participar do programa de economia de 237 megawatts-médios por hora

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2021 08h41 - Atualizado em 14/09/2021 10h35
Licia Rubinstein/Agência IBGE NotíciasONS iniciou um programa de incentivo para redução ou deslocamento do consumo nos horários de maior demanda no Brasil

A indústria promete economizar 237 megawatts-médios por hora de energia nos períodos de pico em setembro. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) iniciou seu programa de incentivo para redução ou deslocamento do consumo nos horários de maior demanda no Brasil. O diretor técnico da Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), Fillipe Soares, ressalta que o pior cenário passa por racionamentos e apagões, pela sobrecarga de consumo. “É importante, simples e atrativo ser voluntário porque cada indústria vai saber precificar a sua oferta, não necessariamente causando desabastecimento, mas precificando flexibilidades, que, sem um estímulo financeiro adequado, não seriam ofertadas. Para o operador do sistema isso é muito importante, de modo a utilizar essas flexibilidades em substituição a recursos mais caros. É um tripé onde todos têm um resultado positivo. A indústria que tem a flexibilidade, o operador do sistema e a sociedade em geral que vai usar o recurso mais barato”, explica. A Abrace reúne mais de 50 grupos empresariais responsáveis por quase 40% do consumo industrial de energia elétrica do Brasil e 42% de gás natural, um montante maior do que o Chile, Colômbia ou Peru. A entidade avalia que cerca de 1.100 grandes consumidores estarão aptos a participar do programa.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos