Itamaraty formaliza pedido de extradição de suspeito de ataque ao Porta dos Fundos

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2020 08h43
Reprodução/YouTubeEduardo Fauzi disse que pretende se apresentar às autoridades brasileiras até o dia 30 de janeiro

O Itamaraty pediu a extradição de Eduardo Fauzi, um dos suspeitos de participar do ataque à produtora Porta dos Fundos, no Rio de Janeiro na madrugada do dia 24 de dezembro.

As conversas entre representantes do governo brasileiro e da Rússia, onde o suspeito está, começaram nesta semana e parecem adiantadas. O Brasil mantém acordo de extradição com os russos desde 2007.

Fauzi está em Moscou, na casa da namorada. Ele viajou para o país poucos dias depois do ataque. Ele é considerado foragido desde o dia 31 de dezembro, quando a Polícia Civil do Rio realizou uma Operação para prendê-lo.

De acordo com a embaixada do Brasil em Moscou, em razão das comemorações do Natal ortodoxo, o governo russo e as embaixadas — incluindo a brasileira –funcionam em regime de plantão. Até o momento, não chegou o documento sobre o caso.

Eduardo Fauzi disse que pretende se apresentar às autoridades brasileiras até o dia 30 de janeiro e garantiu que está pronto para abraçar as consequências.

No dia 1º de janeiro o empresario postou um vídeo indignado e criticando os humoristas do Porta dos Fundos pelo filme que retrata Jesus Cristo como homossexual. O economista foi expulso, na ultima segunda-feira (6), do PSL, legenda à qual era filiado desde outubro de 2001.

*Com informações do repórter Victor Moraes