Justiça condena veterinária que tomou terceira dose de vacina em SP

De forma liminar, mulher que foi processada pelo município de Guarulhos teve R$ 50 mil em bens bloqueados até que seja julgada

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2021 08h10
Jornal da Manhã/Reprodução de vídeo/14.08.2021Muher publicou foto com comprovante de terceira dose da vacina nas redes sociais

A Justiça de São Paulo aplicou nesta sexta-feira, 13, uma multa diária de R$ 10 mil à veterinária que tomou a terceira dose da vacina contra Covid-19 na cidade de Guarulhos. A liminar do juiz da Segunda Vara da Fazenda Pública Rafael Tocantins Maltez responde a uma ação civil pública ajuizada pela própria cidade da Grande SP. Jussara Barreira Sonner terá que entregar em juízo o comprovante da terceira dose do imunizante da Janssen, no prazo de 48 horas. “Através da nossa procuradoria municipal, ingressamos no Ministério Público e no judiciário para que, de fato, ela pudesse, de uma certa forma, indenizar o município de forma pecuniária. A gente pleiteou uma indenização de danos morais coletivos de R$ 500 mil, então o juiz arbitrou de forma liminar um bloqueio de R$ 50 mil da conta dela até que possa se julgar em definitivo o processo”, explica o prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa Guti, do PSD. O caso ficou conhecido porque a veterinária publicou nas redes sociais a informação de que tomou uma terceira dose. A prefeitura de Guarulhos levou à Justiça que ela fraudou o sistema de vacinação municipal e tomou, além de duas doses da Cononavac, do Instituto Butantan, em 9 de fevereiro e 2 de março, uma dose única da vacina Janssen em 30 de junho de 2021.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos