Justiça solta motorista presa por atropelar e matar motoboy em São Paulo

Danielle Piorelli Almeida Diniz, foi liberada sob fiança de R$ 22 mil; Vinícius de Oliveira, de 21 anos, morreu no local e outro motociclista teve ferimentos no rosto e fratura na perna

  • Por Jovem Pan
  • 28/06/2021 04h25 - Atualizado em 28/06/2021 10h15
Divulgação/SSPSegundo a polícia, a mulher negou ter ingerido bebida alcoólica e se recusou a fazer o teste do bafômetro; testemunhas disseram que a motorista não prestou socorro às vítimas

A Justiça determinou o pagamento de uma fiança no valor de R$ 22 mil e mandou soltar a dentista Danielle Piorelli Almeida Diniz, de 42 anos, que atropelou e matou um motoboy e feriu outro ao perder o controle da BMW que dirigia na madrugada deste domingo, 27, na Zona Sul de São Paulo. Por não ter antecedentes, Daniele foi liberada, mas terá o prazo de cinco dias para efetuar o pagamento, além de cumprir outras medidas cautelares determinadas pelo juiz Luis Gustavo da Silva Pires. O magistrado não realizou audiência de custódia em razão da pandemia de Covid-19. O motoboy Vinícius de Oliveira, de 21 anos, morreu no local, enquanto o outro motociclista teve ferimentos no rosto e fratura na perna. Testemunhas disseram que a motorista não prestou socorro às vítimas.

Segundo a polícia, a mulher negou ter ingerido bebida alcoólica e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Uma câmera de segurança registrou o momento em que a dentista perde o controle do carro e atinge em alta velocidade uma fileira com sete motos. O advogado de Danielle Piorelli, César Augusto Suman, negou que a cliente dirigisse sob efeito de bebida alcoólica e disse que ela toma remédios controlados. A motorista foi presa em flagrante e levada para a delegacia, mas poderá responder em liberdade.

*Com informações da repórter Caterina Achutti