Polícia indicia 9 PMs por ação que terminou com morte de jovens em Paraisópolis

Policiais militares foram indiciados por homicídio culposo, quando não há intenção de matar; caso aconteceu em 2019, durante um baile funk na comunidade

  • Por Jovem Pan
  • 25/06/2021 10h49 - Atualizado em 25/06/2021 16h20
MARCO AMBROSIO/ESTADÃO CONTEÚDOInquérito aponta que os policiais "não observaram o necessário cuidado objetivo que lhes era exigível"

A Polícia Civil de São Paulo indiciou nove policiais militares por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, no caso da ação que terminou na morte de nove jovens, com idades entre 14 e 23 anos, em um baile funk em Paraisópolis, Zona Sul da capital paulista, em 2019. Ao todo, 31 agentes da corporação foram afastados das atividades nas ruas e são investigados por participação no caso, que segue no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Inquérito aponta que os policiais “não observaram o necessário cuidado objetivo que lhes era exigível”. O delegado também pondera que os militares sabiam da complexidade do local e que haveria hostilidade dos frequentadores. O advogado que representa 5 dos 9 policiais indiciados crê que o Ministério Público concluirá que não há lastro para o oferecimento da denúncia, resultando na completa absolvição dos clientes.

*Com informações do repórter Fernando Martins