Lista detalhada de mortos no Jacarezinho deve sair nesta segunda-feira

No final de semana, depois de mais de 48 horas, a Polícia do Rio de Janeiro divulgou apenas os nomes das vítimas fatais

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2021 07h24 - Atualizado em 10/05/2021 10h49
Foto: JOSE LUCENA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO TN220210506008 - 06/05/2021 - 14:37Dos 27 supostos bandidos, de acordo com a polícia, 25 tinham anotações e antecedentes criminais

O Ministério Público e a Defensoria Pública do Rio de Janeiro esperam divulgar ainda nesta segunda-feira, 10, uma lista completa com detalhes sobre os mortos na operação da Polícia Civil na favela do Jacarezinho na última quinta-feira, 6 — a mais letal de toda a história das forças de segurança do Estado. No final de semana, depois de mais de 48 horas, a Polícia do Rio de Janeiro divulgou uma lista. Porém, ela foi bastante singela — somente com os nomes das vítimas fatais, sem a devida qualificação ou informações mais precisas. A polícia fluminense insiste em dizer que todos os mortos tinham ligação com o tráfico de drogas.

Dos 27 supostos bandidos, de acordo com a polícia, 25 tinham anotações e antecedentes criminais. E dois eram diretamente ligados ao tráfico no Jacarezinho. No entanto, o Ministério Público, a Defensoria Pública e a OAB do Rio de Janeiro rejeitam essa informação e alegam que, entre as vítimas, há inocentes que não tinham qualquer ligação com o crime. Neste final de semana começaram a ser sepultados os primeiros corpos das vítimas da operação. Houve muita demora na liberação de alguns corpos das vítimas. Além de OAB, MP e Defensoria, o STF e a PGR estão acompanhando de perto os desdobramentos das investigações dessa ação. Fora do país, ONU, Human Rights Watch e a Anistia Internacional cobram uma investigação célere, autônoma, independente e que traga a verdade sobre tudo o que aconteceu na favela do Jacarezinho na semana passada.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga