Lojas Cem aposta em vendas superiores na Black Friday 2020

José Domingo Alves fala sobre as expectativas para o evento e alerta para as possíveis fraudes

  • Por Jovem Pan
  • 26/11/2020 10h35 - Atualizado em 26/11/2020 10h38
Reprodução - Lojas CemLojas Cem

O tradicional e mais esperado evento do varejo, a Black Friday, acontece nesta sexta-feira, 27, e promete impulsionar o comércio no Brasil e no mundo. Em um ano marcado pela pandemia da Covid-19 e pelo fechamento das lojas, a data, que representa para os consumidores a oportunidade de adquirir produtos com descontos expressivos melhores condições de compra, é muito aguardada pelos varejistas, que prometem promoções agressivas, como conta o superintendente das Lojas Cem, José Domingos Alves. “A Black Friday é uma realidade. Não podemos descartar essa data em hipótese nenhuma. É um ano diferente, um ano de pandemia. Tanto é que, pensando nisso, começamos as ofertas deste o início do mês. Mas, evidentemente, nesse final de semana teremos promoções muito mais agressivas e com preços realmente bem atrativos ao consumidor”, relata.

Embora a Black Friday seja um evento positivo e muito aguardado por consumidores e empresas, a data, no Brasil, também á marcada por casos de “black fraudes“, ou seja, ofertas enganosas. Para evitar golpes e possíveis ofertas desvantajosas, José Domingos indica que os consumidores evitem compras por impulso e pesquisem os preços. “A gente vê algumas promoções que sabemos que dificilmente as empresas irão atender. É interessante que a população faça uma denúncia ao Procon e nos ajude a denunciar essas propagandas que acabam gerando algo negativo para um data importante. Em uma Black Friday com credibilidade, as empresas ganham com isso, os consumidores ganham. Então pesquise o preço, compare, visitem as nossas lojas, lojas concorrentes, veja o produto, analise e não compre por impulso. Assim, com certeza, você fará um bom negócio.”

José Domingos Alves lembra que a Black Friday teve início nas lojas físicas dos Estados Unidos e agora, embora também envolva lojas online e diversos setores do comércio, segue forte no segmento físico do mercado. “Ela abrange todas, as lojas de rua, de shoppings e da internet. O mais importante é ficar atento, em todos os segmentos terão promoções honestas e desonestas. Se a pessoa anuncia produto com 70%, 80% ou 90% de desconto, fique atento. Preste atenção em quem estará oferecendo isso, muita gente coloca o produto e não tem como atender a demanda, acaba frustrando as pessoas. Nas lojas físicas você tem a vantagem de ver o produto, tocar o produto, realmente experimentar o que você está comprando, é evidente que você tem vantagens. Mas cada um tem o seu mercado, segmento e alternativas. O mais importante é que possamos fazer uma Black Friday honesta, que seja boa para o consumidor e para o comerciante, para que possamos manter essa data aí por muitos e muitos anos, todo mundo aproveitando essa oportunidade.”

Para o mês de dezembro e para 2021, o superintendente da Lojas Cem afirma que a projeção é continuar os investimentos e ampliações na rede, com três novas lojas para inauguração ainda neste ano e outras para os próximos meses. “O ano de 2020 vai ficar marcado para todos nós. Todos segmentos tiveram suas dificuldades, para nós não foi diferente, mas não perdemos o nosso foco em investimento. Continuando abrindo novas lojas, construindo um novo centro de distribuição, dobrando a nossa distribuição e confiando na economia. Vamos inaugurar mais uma loja nesta sexta em Itaquitinga, mais três lojas para se inaugurar até o final do ano para levar  à população mais opções de compra. Para 2021, diferente dos anos anteriores, estamos com 3 lojas iniciando construção em janeiro, então continuam os investimentos, continuamos acreditando que isso vai passar. O próximo ano será um ano, principalmente no segundo semestre, bem melhor do que foi 2020.”

*Com informações do repórter Marcelo Mattos