Marcos Pontes admite que baixo orçamento ameaça bolsas do CNPQ

Segundo o ministro, os recursos para a Ciência e Tecnologia vem caindo desde 2013, chegando a R$ 2,6 bilhões neste ano

  • Por Jovem Pan
  • 25/05/2021 07h41 - Atualizado em 25/05/2021 11h01
WALLACE MARTINS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOSobre a vacina brasileira Versamune, Marcos Pontes não deu novo prazo para o fim dos testes das fases 1 e 2

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, admitiu que bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) estão ameaçadas por causa do baixo orçamento da pasta. Em audiência no Senado Federal, ele destacou que nos últimos dois anos conseguiu preservar os recursos. Em 2020, a pasta recebeu um repasse extra de R$ 452 milhões, valor que amenizou a crise. De acordo com o ministro, o orçamento em ciência e tecnologia vem caindo desde 2013. “E agora chegamos em um nível que ele está no nível mais baixo. O nosso orçamento previsto nesse momento é de R$ 2,6 bilhões. Ou seja, é um orçamento abaixo do necessário para manter as organizações funcionando”, afirmou. Sobre a vacina brasileira Versamune, Marcos Pontes não deu novo prazo para o fim dos testes das fases 1 e 2. O ministro disse ainda que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou o aumento do número de voluntários. Segundo Pontes, o Brasil precisa estar preparado para a vacinação anual contra o coronavírus. Ele aponta que o país tem obrigação de capacitar cada vez melhor os cientistas.

*Com informações da repórter Nanny Cox