MEC admite a deputados não saber quantos alunos da rede pública estão assistindo aulas virtuais

O ministro do MEC assinou, nesta segunda (3), o documento que afirma não dispor de informações

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2020 08h30
Renato Cukier/Estadão ConteúdoNo fim de junho, um grupo de sete deputados enviou um ofício ao Ministério solicitando dados do EAD e cobrando a pasta por uma reorganização

Ministério da Educação diz a deputados que não sabe quantos alunos da rede pública estão assistindo a aulas virtuais. Em resposta a uma comissão de parlamentares nesta segunda-feira (3), o ministro da Educação, Milton Ribeiro, assinou o documento que afirma não dispor de informações do número de alunos que estão estudando pela TV ou internet durante a pandemia da Covid-19.

No fim de junho, um grupo de sete deputados enviou um ofício ao Ministério solicitando dados do EAD e cobrando a pasta por uma reorganização do calendário estudantil . O requerimento foi assinado pelos deputados Tabata Amaral (PDT), Professor Israel Batista (PV), João Campos (PSB), Felipe Rigoni (PSB), Aliel Machado (PSB), Eduardo Bismarck (PDT) e Luísa Canziani (PTB).

Para a diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da Fundação Getúlio Vargas, Claudia Costin, o MEC está ausente da discussão sobre a educação brasileira. “Em todos os países, o Ministério da Educação coordena o esforço — inclusive em repúblicas federativas como a nossa. É a Educação que faz coordenação. O MEC tem sido ausente nisso e vai ser muito importante ele estar presente nisso, junto da Saúde, para preparar o retorno às aulas.”

*Com informações do repórter Leonardo Martins