Mercado imobiliário registra crescimento de 52% na venda de imóveis usados

Segundo especialista, a expectativa é positiva para 2021, já que taxa de juros para crédito imobiliário deve continuar atraente

  • Por Jovem Pan
  • 05/02/2021 08h25 - Atualizado em 05/02/2021 10h39
Arquivo/Agência BrasilDe acordo com a pesquisa, o que alavancou o mercado de foram as vendas dos apartamentos usados

No ano passado, o morador do Rio de Janeiro, Sandro Soares, de 43 anos, e a esposa estavam à procura do primeiro imóvel em Niterói. Aproveitando a taxa de juros do financiamento imobiliário e o preço dos imóveis em queda, o casal optou por comprar um apartamento já pronto para morar. “Nós tínhamos ideia de comprar um imóvel na planta ao invés de ser um imóvel pronto para morar. Mas as condições oferecidas de juros e preços nos levaram a comprar este imóvel em setembro de 2020.”

De acordo com o Painel do Mercado Imobiliário produzido pela plataforma Kenlo, o que alavancou o mercado de foram as vendas dos apartamentos usados, que fechou o ano passado com crescimento no volume de negócios superior a 52% em comparação a 2019. Especialista de mercado da área de inteligência do Kenlo, Denise Ghiu diz que o fator que justifica esse interesse é que as famílias optaram por sair do aluguel e já ter um lugar pra morar. “Então a gente tem a combinação de dois fatores: o primeiro fator foi que houve um represamento no primeiro semestre e no segundo semestre soma ao resultado positivo o fato que essa nova condição da pandemia fez com que as pessoas repensassem suas famílias, seus lares, seu espaço. Então foi um processo motivador para buscar uma nova residência”, disse. De acordo com a especialista, a perspectiva é positiva para 2021,  já que a taxa de juros para crédito imobiliário deve continuar atraente.

*Com informações do repórter Victor Moraes