Milhares protestam nos EUA após decisão no caso Breonna Taylor

Alguns manifestantes foram presos e, diante da tensão, lojas na região central foram fechadas

  • Por Jovem Pan
  • 24/09/2020 06h47 - Atualizado em 24/09/2020 07h30
EFEFicou acordado que a Prefeitura de Lousville vai pagar US$ 12 milhões à família de Taylor e que a polícia vai investir em reformas

As ruas da cidade de Louisville, no estado de Kentucky, foram tomadas por protestos após a Justiça ter decidido não acusar nenhum policial diretamente pela morte de Breonna Taylor, uma mulher negra. Milhares de pessoas se manifestaram de forma contrária à decisão de acusar apenas um dos três policiais envolvidos no tiroteio que matou a enfermeira de 26 anos. A tarde desta quarta-feira (23) foi marcada por confrontos: dois agentes foram baleados e um deles teve de passar por cirurgia. Alguns manifestantes foram presos e, diante da tensão, lojas na região central foram fechadas e a Prefeitura decretou estado de emergência e toque de recolher.

A família de Breonna Taylor diz que a polícia teve uma ordem para entrar, sem aviso, no apartamento em que a enfermeira vivia com o namorado, para fazer uma busca de drogas. O namorado achou que a casa estava sendo invadida por criminosos e atirou nos agentes, que revidaram e atingiram a jovem. O policial acusado indiretamente vai responder por colocar a vizinhança em perigo e agir com indiferença. Ficou acordado que a Prefeitura de Lousville vai pagar US$ 12 milhões à família de Taylor e que a polícia vai investir em reformas para evitar ações que terminem em mortes. O FBI também vai investigar se houve violações às leis federais.

*Com informações da repórter Camila Yunes