Di María é punido por cuspir em zagueiro acusado de racismo por Neymar; saiba qual foi o gancho

O argentino não recebeu cartão vermelho durante o jogo, é verdade, mas foi julgado com base em imagens de televisão

  • Por Jovem Pan
  • 23/09/2020 17h30
Ian Langsdon/EFEÁngel Di Maria é um dos principais jogadores do PSG na atualidade

A Liga de Futebol Profissional da França (LFP), responsável pela primeira divisão do Campeonato Francês, anunciou nesta quarta-feira, 23, uma suspensão de quatro jogos para o meia-atacante argentino Ángel Di María, do Paris Saint-Germain, por ter cuspido no zagueiro Álvaro González, do Olympique de Marseille, há dez dias. O defensor é o mesmo que Neymar acusa de lhe proferido ofensas racistas.

Na decisão publicada no site da LFP, o Comitê Disciplinar da liga justificou a punição, que será aplicada a partir da próxima terça, pelo comportamento de Di María na derrota do PSG para o Marseille por 1 a 0, no estádio Parque dos Príncipes. A partida do último dia 13 teve uma série de confusões, e cinco jogadores foram expulsos: o lateral Kurzawa, o volante Paredes e o atacante Neymar, pelo time de Paris, e o lateral Amavi e o atacante Benedetto pelos donos da casa, que não venciam o rival desde 2011.

Di María não recebeu cartão vermelho, é verdade, mas foi julgado com base em imagens de televisão. O mesmo acontecerá com González, acusado de proferir ofensas racistas contra Neymar, em caso que será julgado daqui a uma semana. O brasileiro, que acertou um tapa no espanhol, foi suspenso por duas partidas, em decisão que provocou bastante polêmica ao redor do mundo.

*Com informações da Agência EFE