Ministro da Educação diz que ‘universidade deveria ser para poucos’ no Brasil

Milton Ribeiro justificou a declaração afirmando que existem muitos engenheiros e advogados sendo motoristas de aplicativo por falta de colocação no mercado de trabalho

  • Por Jovem Pan
  • 11/08/2021 08h12 - Atualizado em 11/08/2021 09h58
FREDERICO BRASIL/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOMilton Ribeiro disse que um dos grandes desafios da gestão é o retorno das aulas presenciais durante a pandemia

O ministro Milton Ribeiro acredita que a universidade deve ser um espaço ‘para poucos’. Ao comentar sobre os problemas do ensino superior, o chefe do Ministério da Educação afirmou que, atualmente, o Brasil tem uma série de engenheiros e advogados “dirigindo Uber” por falta de colocação no mercado de trabalho. Portanto, para ele, a universidade deveria ser um espaço de acesso mais restrito. “A universidade, na verdade, deveria ser para poucos nesse sentido de ser útil à sociedade”, afirmou. Em entrevista à TV Brasil, o ministro também defendeu separar as crianças deficientes em salas de aula diferentes. “O que é o inclusivismo? A criança com deficiência é colocada dentro de uma sala com alunos sem deficiência. Ela não aprendia, ela ‘atrapalhava’ o aprendizado dos outros. Ouvi a pretensão dessa secretaria e faço alguma coisa diferente para a escola pública, monto salas de recursos e deixa a opção de matrícula da criança com deficiência aos pais”, pontuou. Milton Ribeiro disse que um dos grandes desafios da gestão é o retorno das aulas presenciais durante a pandemia de Covid-19.

*Com informações da repórter Camila Yunes