Moradores da Lapa, em São Paulo, reclamam de descaso com segurança de rua

Em nota, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) disse que implantou novas sinalizações nas proximidades do cruzamento

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2020 09h43 - Atualizado em 02/12/2020 12h09
Oswaldo Corneti/ Fotos PúblicasAlém da alta velocidade, os moradores também reclamam de um outro problema, que é o maior risco de acidentes com os carros parados na rua

A publicitária Thais Libanio mora há sete anos na Avenida Diógenes Ribeiro de Lima, no bairro da Lapa, em São Paulo. O cruzamento é local constante de acidentes de automóveis pelo limite de velocidade, 40km/h, não respeitado pelos motoristas, assim como por problemas de sinalização. Thais diz que perdeu as contas quantas batidas e fugas ela já presenciou. “Pode estar Sol, os carros vem muito rápido aqui na rua. Não só carro, ônibus também. Então eles perdem o controle, batem em carro, entra em garagem de prédio, carro bate e vai embora e o prejuízo fica para todo mundo. É perigoso, não tem uma faixa para cruzar a rua, então você fica exposto. Você pode estar andando na calçada e um carro te atingir”, afirma.

Além da alta velocidade, os moradores também reclamam de um outro problema, que é o maior risco de acidentes com os carros parados na rua. A Elizabete Moraes, mora na Avenida Diógenes Ribeiro de Lima há 13 anos e relata que, além das colisões de veículos e ônibus, acontecem muitos acidentes com ciclistas na região. “A falta de conscientização das pessoas em relação às placas. Temos a rota de bicicleta aqui, a moradora vinha saindo preocupada com os carros que vem do lado esquerdo foi atingida por um motociclista. Ela não bateu ou atropelou, ele atingiu o carro e acabou de machucado. Então é muito grave a situação”, conta. Segundo os moradores, já foram feitas várias reclamações para a CET e a secretaria de mobilidade urbana, mas até agora o problema não foi resolvido. Em nota, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) disse que implantou sinalização horizontal e vertical na avenida Diógenes Ribeiro de Lima, no dia 10 de novembro, nas proximidades do cruzamento com as ruas Mário Whately e Jasper Negro, com objetivo de reduzir a velocidade e diminuir os riscos de acidentes.

*Com informações do repórter Victor Moraes