Moradores relatam desespero para salvar famílias durante incêndio em favela de SP

Local abriga cerca de 220 famílias e fica na região do Jardim São Luiz, na zona sul

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2021 12h06 - Atualizado em 10/08/2021 16h32
Reprodução Rádio Jovem PanCerca de 25 homens e oito viaturas do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência e conseguiram debelar o fogo

A polícia e o Corpo de Bombeiros investigam as causas do incêndio que destruiu parte da favela Esperança no Jardim São Luiz, zona sul da capital paulista. O local abriga cerca de 220 famílias. Um dos líderes comunitários Jonny Vilar afirma que a situação é precária. “A situação nossa aqui é vulneral, precária. Estamos passando uma dificuldade que não temos apoio político, nada. Não sabemos a origem, mas pegou fogo. Começou em um barraco, explodiu botijão de gás. Mas a nossa comunidade está intacta, só uns barracos que pegaram fogo.” As chamas se alastraram rapidamente. Os moradores dos barracos atingidos não tiveram tempo de fazer nada. Apenas correr com a própria roupa do corpo. Não deu para salvar nenhum pertence.

Desolada, Vanessa Amanda de Oliveira, mãe de quatro crianças, conta que só pensou em socorrer os filhos. “Se eu tivesse dormindo eu acho que nem dava tempo. Graças à Deus deu tempo de sair com ele. Perdi tudo, tudo. Máquina de lavar, acabei de comprar, não tive nem chance de lavar roupa. Televisão, a roupa, berço da neném. Tudo. Só a roupa do corpo, nem o chinelo a gente tem.” O mesmo drama viveu a senhora Sueleide da Silva. “Eu estava dormindo, só vi meu irmão me puxando, que em cima da minha cama já tinha pegado fogo. As paredes já tinham pegado fogo e eu não vi. Só vi quando me puxaram e eu sai correndo. Fiquei com nada, o resto, a pouca coisa que eu tinha, não tenho mais nada.” Cerca de 25 homens e oito viaturas do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência e conseguiram debelar o fogo.

*Com informações do repórter Daniel Lian