Na Marcha para Jesus, Mendonça agradece orações e diz que sempre ‘busca Deus’ antes de decisões no STF

Em entrevista, ministro também comentou sobre a indicação de Cristiano Zanin para ocupar uma vaga na Corte

  • Por Jovem Pan
  • 09/06/2023 06h45 - Atualizado em 09/06/2023 09h41
Carlos Moura/SCO/STF André Mendonça Ministro André Mendonça participa da sessão plenária do STF

O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), esteve na Marcha para Jesus, realizada nesta quinta-feira, 8, em São Paulo. Em discurso, o magistrado disse que “sempre busca Deus” antes das decisões na Corte. “Tenham certeza que nos momentos mais difíceis, nas decisões mais complexas, eu busco a decisão de Deus, busco a sabedoria que Salomão buscou, o entendimento que Daniel buscou para dar as respostas. Não sou perfeito e nem vou acertar sempre, mas esse princípio não vou perder. Em segundo lugar, é uma responsabilidade muito grande”, comentou. Mendonça também agradeceu as orações que recebeu enquanto aguardava a sabatina no Senado, após ser indicado pelo então presidente Jair Bolsonaro para o STF. Ele foi indicado em julho de 2021, mas a sabatina só aconteceu em dezembro. “Ao longo daqueles seis meses que esperei a sabatina, onde muito de vocês, se não todos, oraram por mim. Quem sabe cada lágrima minha, cada dor, cada porta na cara, cada momento difícil, foi possível sustentar e suportar porque vocês oraram por mim. Peço que revejam aquelas imagens de quando recebi o resultado da aprovação. Pastores se dobrando, havendo manifestação do Espírito Santo e eu abraçando a minha esposa e meus filhos”, relembrou o ministro. Em entrevista, Mendonça também comentou sobre a indicação de Cristiano Zanin para o Supremo. Para ele, o advogado é um “grande” jurista e uma “pessoa do bem”.

*Com informações do repórter Misael Mainetti.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.