‘Espero que o Bolsodoria não esteja voltando aí’, afirma Eduardo Leite em evento em SP

A crítica ao governador de São Paulo foi feita no último domingo, quando Doria voltou atrás do que havia dito e confirmou a participação no debate do PSDB para decidir quem será o representante da legenda nas eleições presidenciais de 2022

  • Por Jovem Pan
  • 18/10/2021 06h38 - Atualizado em 18/10/2021 11h33
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOGovernador de São Paulo, João Doria, tem como principal oponente nas prévias eleitorais do partido o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite

Um encontro de lideranças do PSDB realizado em um hotel de São Paulo no último domingo, 17, reuniu prefeitos, vereadores e deputadas do partido e foi uma prévia do que será o debate interno da legenda na próxima terça-feira, 19, em um evento organizado pelos jornais O Globo e Valor Econômico. O governador de São Paulo, João Doria, e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, estão em disputa para decidir quem será o representante da legenda na corrida presidencial em 2022. Doria chegou a divulgar uma carta à imprensa, dizendo que não participaria do debate, mas voltou atrás da decisão e confirmou sua presença. Entretanto, Doria não participou do encontro de lideranças no último domingo, deixando Leite mais confiança na conquista por mais espaço e apoio. Leite mandou um recado para o adversário: “eu lamentei a decisão que o governador de São Paulo tinha apresentado de não participar do debate. Não apresentou por quais razões, reclamou do formato, mas não disse o que incomodava. Não há nada de diferente do que é um debate normal, para enfrentar as ideias e, claro, levantar suspeitas sobre um modelo de votação. Quer dizer, levantar suspeitas sobre um modelo de votação e não participar de debate é coisa de Bolsonaro. Eu espero que ‘Bolsodoria’ não esteja voltando aí”, criticou Leite. Doria é visto como favorito nas prévias tucanas, mas sente um avanço na ala do oponente do Rio Grande do Sul, que já conta com os apoios do senador Tasso Jereissati e do deputado Aécio Neves.

No Twitter, o presidente estadual de São Paulo do PSDB, Marco Vinholi, reprovou a crítica de Eduardo Leite a João Doria. “Leite vem a SP e ataca Doria mais uma vez. Diálogo na teoria, agressão na prática. É o momento de termos um candidato para unir o partido e o país, não para dividir”, escreveu na tarde do domingo, 17. Doria esteve em Santos acompanhado do vice, Rodrigo Garcia, e não comentou a situação. Além dos dois adversários, o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, segue na disputa das prévias tucanas para escolher o candidato do partido que vai disputar a presidência da República em 2022.

*Com informações do repórter Maicon Mendes