Niterói aposta em ‘super soro’ contra a Covid-19 feito a partir de plasma de cavalos

Equinos imunizados teriam anticorpos até 50x mais potentes que os de pessoas que tiveram a doença

  • Por Jovem Pan
  • 14/12/2020 09h08
André Cyriaco/Estadão ConteúdoEnquanto isso, a cidade de Niterói já firmou uma parceira com o Instituto Butantan para comprar 1,1 milhão de doses da CoronaVac

A cidade de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, que já firmou parceria com o Instituto Butantan para compra de doses da CoronaVac, está agora apostando em uma parceria com a UFRJ em torno de um “super soro” contra o coronavírus. Inclusive, um projeto de lei já foi aprovado pela Câmara Municipal dando apoio a esta iniciativa. Esse “super soro” imunizante está sendo desenvolvido pelo Instituto Vital Brazil e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Ele é feito partir do plasma do cavalo. Os estudos apontam que equinos imunizados tem anticorpos neutralizantes até 50x mais potentes que os plasmas de pessoas que tiveram a doença. O Instituto Vital Brazil, inclusive, está aberto a novas parceiras e disse que está em fase de protocolos pré-clínicos junto a Comissão Nacional de Ética e Pesquisas e a Anvisa. Os testes em humanos ainda serão desenvolvidos e, depois, terão que ser apreciados pela agência reguladora.

Enquanto isso, a cidade de Niterói já firmou uma parceira com o Instituto Butantan para comprar 1,1 milhão de doses da CoronaVac, um investimento de R$ 57 milhões. A cidade de Macaé também está seguindo o mesmo caminho, embora o Estado do Rio de Janeiro pretenda utilizar a vacina de Oxford/AstraZeneca que está sendo desenvolvida no Brasil pela Fiocruz. O Rio de Janeiro continua com o avanço na pandemia, fila para leitos, taxa de ocupação das UTIs perto do 100% e aumento significativo de casos da doença em jovens.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga