Padrasto que matou enteada de 2 anos no Rio de Janeiro é condenado a 24 anos de prisão

Crime aconteceu em janeiro deste ano, quando Raphael Fernandes Ferreirinha estrangulou Nicolly da Conceição de Macedo por ter se irritado com o choro da menina

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2021 12h14 - Atualizado em 02/12/2021 12h31
Pixabay/Creative CommonsAs investigações apontaram que Raphael apertou o pescoço de Nicolly e bateu com a cabeça dela no chão

Um padrasto que estrangulou e matou a própria enteada foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a mais de 24 anos de prisão. A decisão foi tomada por um júri popular e pena de 24 anos e 10 meses de reclusão terá que ser cumprida em regime fechado. Raphael Fernandes Ferreirinha, de 34 anos de idade, cometeu o crime na casa onde vivia em Rio das Pedras, na Zona Oeste da capital fluminense, em 19 de janeiro. Segundo as investigações, ele teria asfixiado Nicolly da Conceição de Macedo, de dois anos, enquanto cuidava dela e do irmão. De acordo com o Ministério Público do Rio do Janeiro, Raphael estava desempregado e disse que se irritou com o choro da menina. As investigações apontaram que ele apertou o pescoço de Nicolly e bateu com a cabeça dela no chão. A avó da criança fez registro de ocorrência em uma delegacia, denunciando o padrasto, após ser informada do crime. A mãe de Nicolly, Nataly da Conceição de Macedo, procurou Raphael Fernandes Ferreirinha após o ocorrido, mas ele fugiu depois de matar a menina.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga