PIB britânico encolhe 20,4% e Reino Unido entra em recessão técnica após 11 anos

Desde que a pandemia começou a economia do país retrocedeu o equivalente a 17 anos

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan
  • 12/08/2020 08h07 - Atualizado em 12/08/2020 09h05
EFE/EPA/ANDY RAINOs dados específicos do mês de junho mostram que uma retomada de fato está a caminho -- mas ainda aquém do necessário

O Reino Unido entrou em recessão técnica pela primeira vez em onze anos por conta do coronavírus. A quarentena, indispensável para controlar minimamente o Covid-19, teve também resultados catastróficos para a economia. Dados divulgados nesta quarta-feira (12) apontam que o PIB britânico encolheu 20,4% no segundo trimestre deste ano. Para colocar as coisas em perspectiva, desde que a pandemia começou a economia britânica retrocedeu o equivalente a 17 anos.

O Produto Interno Bruto do país tem hoje o mesmo tamanho que tinha em junho de 2003. O Reino Unido está sofrendo a maior contração entre as economias mais desenvolvidas do mundo — lembrando que o país foi um dos últimos a entrar em quarentena e agora está passando pela reabertura mais lenta entre os vizinhos. O governo reconheceu que tempos difíceis estão acontecendo agora e a recuperação será lenta.

Os dados específicos do mês de junho mostram que uma retomada de fato está a caminho — mas ainda aquém do necessário. Só no último mês do segundo trimestre a alta do PIB foi de 8,7%. Todas as grandes economias europeias, assim como os Estados Unidos, estão registrando dados negativos sem precedentes por conta da pandemia. E o que preocupa ainda mais é a possibilidade de uma segunda onda de contaminações. O Reino Unido continua registrando cerca de mil novas contaminações por dia de Covid-19.

Na França essa marca é bem maior — cerca de dois mil novos casos diariamente neste momento. Isso durante o verão, em que grande parte da população está em férias, as escolas estão fechadas e as pessoas circulam mais ao ar livre. A perspectiva para a chegada do inverno ainda é incerta — o que é garantido é que uma nova quarentena generalizada arrasaria a retomada do crescimento econômico. Por isso, os países desenvolvidos estão correndo contra o tempo para reforçar os mecanismos que permitem ações pontuais em eventuais novos focos de contaminação.

Noites tropicais

Os efeitos do aquecimento global são sentidos diariamente por aqui. Recorde de temperaturas, alerta para tempestades e inundações nesta semana no País de Gales e na Escócia. A agência oficial de meteorologia britânica alerta que outro fenômeno, as chamadas noites tropicais, está mais constante por conta do aquecimento global. Noite tropical é quando a temperatura depois que o sol se põe não cai abaixo dos 20 graus. Entre 1961 e 1990 ocorreram 44 noites tropicais no total. De 1991 para cá já ocorreram 84 episódios desse e, só neste ano de 2020, já foram quatro.