Polícia do RJ prende suspeitos dos assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2019 06h01 - Atualizado em 12/03/2019 10h35
Reprodução/FacebookO crime completará um ano nesta quinta-feira (14)

Policiais da Divisão de Homicídios e promotores do Ministério Público do Rio de Janeiro prenderam na manhã desta terça-feira (12) um policial reformado e um policial militar. Eles são apontados como suspeitos pelos assassinatos de Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Gomes. O crime completará um ano nesta quinta-feira (14).

O PM reformado Ronnie Lessa, de 48 anos, é apontado como o suspeito que atirou contra a vereadora. Também foi preso o PM Élcio Vieira de Queiroz, de 46 anos.

As ações das autoridades avançarão nesta terça-feira em 34 endereços de outros suspeitos no Rio de Janeiro.

De acordo com as investigações, o policial reformado teria realizado disparos contra Marielle e o PM Élcio era quem dirigia o carro usado para levar o criminoso. Ainda segundo as investigações, Ronnie fazia pesquisas na internet sobre locais que a vereadora costumava frequentar. Desde outubro de 2017 o policial pesquisava a vida da política e do então deputado estadual Marcelo Freixo.

Ronnie Lessa foi preso em casa, na Barra da Tijuca, em um mesmo condomínio onde o presidente Jair Bolsonaro possui residência. Não há notícias nas apurações do caso de que o policial e o presidente tivessem relações.