Polícia Federal e ANP fazem operação contra postos clandestinos em SP

Ao todo, 70 policiais federais e nove servidores da agência participaram da ação que fiscalizou nove postos — seis na capital paulista e três em Guarulhos

  • Por Jovem Pan
  • 01/06/2021 07h10
LUCAS LACAZ RUIZ/ESTADÃO CONTEÚDOEm razão dos preços abaixo da média, há a suspeita, também, de que os combustíveis comercializados sejam produto de desvios

A Polícia Federal e a Agência Nacional de Petróleo deflagraram, nesta segunda-feira, 31, a Operação Derivação no Estado de São Paulo. O objetivo foi o de combater o funcionamento clandestino de postos com a autorização cancelada ou revogada pela ANP, bem como o comércio ilegal de combustíveis adulterados nestes estabelecimentos. Ao todo, 70 policiais federais e nove servidores da agência participaram da ação que fiscalizou nove postos — sendo seis na capital paulista e três em Guarulhos, na Grande São Paulo. Os estabelecimentos interceptados não possuíam autorização para funcionamento e nem para adquirir combustíveis no mercado formal. Por isso, a a Agência Nacional de Petróleo vai aferir a qualidade dos produtos. Em razão dos preços abaixo da média, há a suspeita, também, de que os combustíveis comercializados sejam produto de desvios. Caso fique comprovada a revenda de combustíveis pelas empresas clandestinas, os responsáveis poderão ser presos em flagrante com pena que poderá alcançar até cinco anos de detenção.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini