Prazo para convenções partidárias termina nesta quarta-feira

Em São Paulo, o Republicanos oficializa ainda hoje o nome de Celso Russomano para a disputa à prefeitura da capital

  • Por Jovem Pan
  • 16/09/2020 08h06 - Atualizado em 16/09/2020 08h55
TABA BENEDICTO/ESTADÃO CONTEÚDOSP - ELEIÇÕES 2020/SP/PSDB/COVAS/ALIANÇA/JOAO DÓRIA - POLÍTICA - O Prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), o vice da chapa, Ricardo Nunes (MDB), e o Governador de São Paulo, João Doria (PSDB), após a votação durante a Convenção Estadual do Partido para escolha do candidato à prefeitura de São Paulo, nos diretórios do Tatuapé e Vila Formosa, na zona leste da capital paulista, neste sábado, 12 de setembro de 2020. 12/09/2020 - Foto: TABA BENEDICTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Termina nesta quarta-feira, 16, o prazo para as convenções partidárias e apresentação de candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador para as eleições municipais deste ano. Em São Paulo, o Republicanos oficializa o nome de Celso Russomano para a disputa. Até o momento, já foram definidos os nomes de Andrea Matarazzo (PSB), Antonio Carlos Silva (PCO), Artur Do Val (Patriota), Bruno Covas (PSDB), que busca a reeleição, Felipe Sabará (Novo) e Guilherme Boulos (PSOL). Além desses, também estarão concorrendo ao cargo de chefe do Executivo municipal de São Paulo: Jilmar Tatto (PT), Joice Hasselmann (PSL), Levy Fidélix (PRTB), Marcio França (PSB), Marcos da Costa (PTB), Orlando Silva (PCdoB) e Vera Lúcia (PSTU).

O advogado Alberto Rollo explica que os partidos terão até o dia 26 deste mês para o registro na Justiça Eleitoral. “A propagando eleitoral começa a partir do dia seguinte. Ou seja, a partir de dia 27 de setembro os então candidatos vão poder fazer pedido expresso de votos”, explica. O Congresso Nacional adiou o calendário eleitoral em razão da pandemia da Covid-19. Com a mudança, o primeiro turno do pleito está marcado para acontecer em 15 de novembro e o segundo, em municípios com mais de 200 mil eleitores, está previsto para 29 de novembro.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos