Prazo para declaração do IR 2021 acaba em 31 de maio; confira as regras

Quem recebeu mais de R$ 28.500 de renda tributável no ano passado precisa fazer a declaração; pessoas que tiveram mais de R$ 40 mil em rendimentos isentos também devem prestar contas

  • Por Jovem Pan
  • 17/05/2021 06h28 - Atualizado em 17/05/2021 10h28
Marcello Casal Jr/ Agência BrasilProblemas na declaração de dependentes, erros de digitação e até deixar de lado dados importantes estão entre os equívocos mais comuns

A poucos dias do encerramento do prazo para a entrega do Imposto de Renda 2021, cerca de 20 milhões de declarações foram recebidas pela Receita Federal. Os mais de 10 milhões de contribuintes que ainda não prestaram suas contas ao Fisco têm até o dia 31 de maio para regularizar a situação. Quem recebeu mais de R$ 28.500 de renda tributável no ano passado, como salários, aposentadoria ou aluguéis, precisa fazer a declaração. Quem obteve mais de R$ 40 mil em rendimentos isentos, como indenização trabalhista, saque do FGTS ou rendimento de poupança, também está obrigado a prestar contas. Uma novidade deste ano é o auxílio emergencial, já que quem teve a ajuda do governo e junto recebeu outros rendimentos tributáveis acima de R$22 mil, terá que fazer a declaração.

O presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis de São Paulo, Reynaldo Lima, alerta que quem perder a data terá de pagar multa. Lima reforça que os contribuintes podem destinar parte do imposto para doações, ao invés de entregar o dinheiro direto na mão do governo. “6% deste imposto você pode destinar 3% para uma instituição dedicada a crianças e adolescentes que seja da sua escolha e 3% para o estatuto do idoso, uma instituição dedicada a isso. Se cada pessoa fizer esse tipo de ação, ou cada contador fizer essa orientação, isso dá um volume bastante impactante. E não sai do bolso do contribuinte.”

O presidente do Sescon São Paulo, Reynaldo Lima, alerta ainda que é preciso ficar atento para algumas regras básicas e evitar cair na malha fina. Problemas na declaração de dependentes, erros de digitação e até deixar de lado dados importantes estão entre os equívocos mais comuns. Aqueles que já entregaram o Imposto de Renda 2021 devem ficar de olho no status da declaração, para possível retificação ou documentação comprobatória.

*Com informações da repórter Letícia Santini