‘Prévias do PSDB representam o fortalecimento da terceira via’, afirma Doria

Governador está em Dubai para buscar investimentos para São Paulo e concedeu entrevista à Jovem Pan

  • Por Jovem Pan
  • 27/10/2021 09h15 - Atualizado em 27/10/2021 10h04
LECO VIANA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO - 20/08/2021Governador comentou sobre as prévias do PSDB, que devem acontecer no mês de novembro

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), está em Dubai, nos Emirados Árabes, para participar da Expo Dubai 2020. Acompanhado de 42 empresários de diferentes setores do Estado, o político vai participar de uma rodada de negócios, com o objetivo de atrair novos investimentos e aproximar os importadores dos representantes paulistas. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, nesta quarta-feira, 27, o tucano reconheceu que as expectativas são positivas. “São Paulo já representa, dos fundos de investimentos do Oriente Médio, quase 70%. Então, tem um histórico, o que facilita a continuidade dos investimentos. Além disso, o programa de desestatização e os investimentos em rodovias, os aeroportos, atraem os investidores. Há perspectiva de ampliação dos investimentos, da exportação do agronegócio de São Paulo para o Oriente Médio. Portanto, bons negócios em Dubai nesse período pós-pandemia”, assegurou.

Ainda em conversa com a Jovem Pan, o governador comentou sobre as prévias do PSDB, que devem acontecer no mês de novembro e que vão decidir o futuro candidato do partido à presidência da República em 2022. Na visão de João Doria, ainda falta muito tempo para o pleito – “uma eternidade”. Mesmo assim, ele já afirma que a eleição interna trará o fortalecimento do que considera a “melhor via” para o Brasil. “As prévias representam isso, o fortalecimento dessa terceira via. Aquele que vencer as prévias sairá fortalecido pelo movimento para ser a terceira via não só pelo PSDB, mas pelo Brasil, com capacidade para dialogar com outros partidos”, afirmou, destacando sua aposta na escolha. “Será a via para salvar o Brasil, garantir a retomada do crescimento econômico, a proteção à liberdade, à democracia e o direito dos brasileiros de terem acesso novamente ao emprego e a retomada das suas condições mínimas de vida, o que nós perdemos pela pandemia e pelos equívocos do atual governo”, finalizou.