Procon-SP encontra diferença de 94,19% no preço de chocolates nesta Páscoa

Ovo encontrado por R$ 89,99 em uma loja custava R$ 59,80 em outra; o mesmo acontece com tabletes comuns

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2021 07h02
Marcelo Camargo/Agência BrasilConsumidor que encontrar alguma diferença abusiva nos preços de qualquer produto pode fazer a denúncia por meio do site do Procon

Uma pesquisa do Procon de São Paulo encontrou uma diferença de quase 95% no preço de tabletes de chocolate e ovos de Páscoa. Em uma loja, uma dessas barras custava R$ 9,69. Em outro estabelecimento, o mesmo produto foi encontrado por quase metade do preço: R$ 4,99. O mesmo aconteceu com os ovos de Páscoa. Se um deles custava R$ 89,99 em uma loja, em outra estava saindo R$ 59,80. Essa prática é abusiva, segundo o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez. “Fazerem pesquisa, compararem preço. [Às vezes a pessoa] pode comprar duas vezes o mesmo produto com o mesmo preço que ela compra no outro estabelecimento.”

Para evitar gastos maiores nesta Páscoa, a recomendação é pesquisar. De acordo com Capez, só assim dá para evitar que a promoção se inverta: pague dois, leve um. “Mesmo que exista na nossa Constituição o regime da liberdade econômica, da livre iniciativa, da proibição do tabelamento, esse tipo de prática ‘esperta, desleal’ viola o princípio da boa fé. E não pode ser admitida porque estamos vivendo um período de excepcionalidade.” O consumidor que encontrar alguma diferença abusiva nos preços de qualquer produto pode fazer a denúncia por meio do site do Procon.

*Com informações da repórter Nicole Fusco