Procon-SP notifica empresas por propaganda enganosa por venda do 5G

O diretor do órgão lembra que a tecnologia ainda não está presente no Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2020 06h39 - Atualizado em 13/11/2020 10h41
EFE/EPA/ANDY RAINFernando Capez lembra que as reclamações devem ser direcionadas pelo site do órgão

O Procon de São Paulo notificou a operadora de telefonia Claro sobre propaganda enganosa por venda do 5G. O diretor do órgão de defesa do consumidor, Fernando Capez, lembra que a tecnologia não está presente no Brasil. “Estão sendo feitas publicidades de venda de aparelhos a essa tecnologia. O Procon já notificou a Claro, notificou a Samsung, vai notificar a Motorola e quer saber por que estão fazendo esse tipo de publicidade. Algumas respostas já chegaram, a gente vai dar uma manifestação conjunta assim que todas as respostas chegarem”, explica, ressaltando que quais as informações obrigatórias devem ser disponibilizadas aos clientes. “A informação deve ser clara, adequada e ostensiva. Como a informação não foi dada ostensivamente, ela é uma grave afronta ao código do consumidor. Esse tipo de esperteza, desde a aprovação e a entrada em vigor do Código do Consumidor, é considerada propaganda enganosa. E por essa razão o Procon está muito preocupado. As pessoas que compraram aparelhos considerando essa tecnologia e são surpreendidas e estão prejudicadas.” O diretor do Procon de São Paulo lembra que as reclamações devem ser direcionadas pelo site do órgão.

Em nota encaminhada à Jovem Pan, a Claro afirmou que “recebeu pedido de esclarecimentos do Procon de São Paulo e irá prestar todas as informações técnicas ao órgão”. A Motorola também confirmou o recebimento do pedido de esclarecimentos encaminhado pelo órgão de defesa ao consumidor. A empresa disse que “reforça que toda a comunicação relativa aos dois produtos compatíveis com a rede 5G DSS da Claro (motorola edge e moto g 5G plus) incluem orientação para que os usuários se informem junto à operadora sobre a disponibilidade do plano de dados, o preço e a área de cobertura da rede disponível”, afirma comunicado. Já a Samsung ressaltou que “as informações referentes a disponibilidade do serviço 5G nos produtos elegíveis constam em seu site oficial e materiais de comunicação”, reforçando o compromisso com “a ética e transparência” e garantindo que prestará os esclarecimentos solicitados.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos