Procuradores do Rio protestam contra a indicação de Aras nesta segunda

  • Por Jovem Pan
  • 09/09/2019 07h57 - Atualizado em 09/09/2019 08h52
ESTADÃO CONTEÚDOPara procuradores, escolha de Bolsonaro foi equivocada

Procuradores da República que atuam no Rio de Janeiro farão um protesto, nesta segunda-feira (9), contra a escolha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre o novo Procurador-Geral (PGR), Augusto Aras, que foi indicado na semana passada.

O nome de Aras gerou enorme repercussão entre procuradores de todo o Brasil, uma vez que não estava na lista tríplice dos mais votados. Para os procuradores do Rio e para a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), a escolha é “equivocada” e o maior “retrocesso democrático e institucional” dos últimos 20 anos.

A ANPR destacou, também, que Aras, diferentemente dos integrantes da lista tríplice, não participou de debates e sabatinas que aconteceram Brasil à fora e colocaram em xeque a independência da PGR sob seu comando, já que Aras não foi escolhido “por sua competência”, e sim “pela afinidade” que tem com Bolsonaro.

A associação frisa que, recentemente, o presidente usou uma metáfora delicada ao afirmar que essa escolha era uma espécie de jogo de xadrez, na qual Aras seria a “dama”, ou a “rainha”, enquanto ele, Bolsonaro, seria o “rei do jogo” neste tabuleiro.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga