PSDB mantém suspensão de 92 prefeitos e vices nas prévias

Diretórios que apoiam Eduardo Leite acusam João Doria de tentar inflar a disputa nas prévias eleitorais em seu favor com inscrição de votantes após o prazo estipulado

  • Por Jovem Pan
  • 29/10/2021 08h33 - Atualizado em 29/10/2021 11h16
BRUNO ROCHA/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO - 23/02/2021 Suspensão de prefeitos e vices de municípios do Estado de São Paulo pode prejudicar o governador João Doria na disputa pela candidatura à presidência em 2022

Após uma reunião da executiva nacional, o PSDB decidiu manter a suspensão, temporariamente, de 92 prefeitos e vices paulistas da lista de eleitores das prévias do partidos para as eleições presidenciais de 2022. A cúpula da sigla deixará a cargo da comissão especial de prévias a análise caso a caso das condições de filiação. Uma resolução do partido estabelece que podem participar do pleito filiados até 31 de maio de 2021. Um recurso apresentado por diretórios que apoiam o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, acusa São Paulo de inscrever os políticos depois do prazo. O grupo diz que o diretório paulista tentou inflar artificialmente o colégio eleitoral, beneficiando o governador João Doria. Em nota, o PSDB São Paulo ressaltou a importância da garantia ao direito ao voto e da valorização da democracia interna no partido. O presidente estadual, Marco Vinholi, completou dizendo que espera que a eleição possa definir, no voto, e nunca no tapetão. Se os prefeitos e vices forem autorizados a participar das prévias, o voto será feito por um aplicativo com reconhecimento facial, plataforma já utilizada para votação de vereadores e militantes.

*Com informações da repórter Nanny Cox