Quase 700 voos foram suspensos após avanço da Ômicron nos EUA

United Airlines teve de cancelar mais de 200 viagens nessa sexta-feira, 24, o que corresponde a 10% das programadas

  • Por Jovem Pan
  • 25/12/2021 08h25
EFE / EPA / JOHN G. MABANGLO Voos cancelados da United Airlines para Chicago O'Hare e Cleveland no sistema de exibição de informações de voo do Aeroporto Internacional de San Francisco na véspera de Natal Aumento dos casos de Ômicron dentro das tripulações impactou a taxa de cancelamento na véspera de Natal

Cerca de 2.379 voos foram cancelados em todo o mundo na véspera de Natal. Só nos Estados Unidos, 688 viagens foram suspensas em decorrência da variante Ômicron. Os dados são do site FlightAware até essa sexta-feira, 24, e inclui voos internacionais e domésticos. A United Airlines teve de cancelar mais de 200 voos nessa sexta-feira, o que corresponde a 10% das programadas. A empresa americana relatou que o pico de casos de Ômicron em todo o país essa semana teve um impacto direto nas tripulações e nas pessoas que dirigem as operações.  A United disse também que está trabalhando para encontrar soluções para os passageiros afetados.

Já a  Delta Air Lines cancelou 173 voos por causa da nova variante. A companhia disse que as equipes esgotaram todas as opções e recursos antes de chegar a esses cancelamentos. Mais de 10 voos da Alaska Airlines também foram cancelados depois que alguns de seus funcionários relataram terem sido exposto ao vírus. Com todos esses cancelamentos, segundo estimativa da Associação de Tráfego Americana. a previsão é que as viagens de trem, ônibus e carro aumentem em  35% em relação ao ano passado. Apesar do medo da nova variante, o governo dos Estados Unidos vai suspender as restrições de viagens aplicadas a oito países africanos no mês passado. As restrições serão suspensas no dia 31 de dezembro.

*Com informações do repórter Victor Moraes