Rio defende passaporte vacinal para turistas de países com baixa imunização

Prefeitura teme que visita de estrangeiros nas festas de Ano Novo e carnaval possa trazer novas cepas da Covid-19 ao país

  • Por Jovem Pan
  • 20/11/2021 08h53
Fernando Frazão/Agência BrasilRio de Janeiro quer imposição de passaporte da vacina para estrangeiros

A Prefeitura do Rio de Janeiro continua esperando um posicionamento oficial do Ministério da Saúde em relação à exigência de passaporte de vacinação para a entrada de turistas estrangeiros no Brasil e na capital. A demanda, que surgiu da preocupação das autoridades em relação às festas de Réveillon e Carnaval, teria sido apresentada há semanas à pasta, que não respondeu até agora. Em “tempos normais”, turistas de uma série de países vão à capital fluminense para os eventos. Nem todas as nações oferecem uma cobertura vacinal semelhante à do Brasil. Segundo o secretário da Saúde do município, Daniel Soranz, o maior risco no momento é a chegada de uma nova cepa de fora do país. “Seria muito importante que o Ministério da Saúde e a Anvisa colocassem a obrigatoriedade de entrada no país de pessoas completamente vacinadas”, opinou em conversa com a imprensa. Até o carnaval, a expectativa é de que ao menos 70% das pessoas estejam com as três doses da vacina. Neste sábado, a prefeitura quer reduzir a fila de pessoas que estão com a segunda dose atrasada no “Dia D” da Covid.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga