Sabesp fecha contrato em Guarulhos, anuncia fim do rodízio de água e promete esgoto tratado até 2035

  • Por Jovem Pan
  • 05/12/2019 07h16
Divulgação/SabespAcordo prevê investimento de R$ 3,3 bilhões ao longo dos próximos 40 anos

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) e a prefeitura de Guarulhos assinaram, nesta quarta-feira (4), o contrato para que a companhia assuma o tratamento de esgoto na cidade, que fica na região metropolitana de São Paulo. Desde janeiro, a empresa já opera o abastecimento de água e a coleta de resíduos.

O acordo prevê um investimento de R$ 3,3 bilhões ao longo dos próximos 40 anos. Para o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, a parceria melhora a qualidade de vida de quem mora em Guarulhos e ajuda a combater o problema da poluição. “Porque no fim do dia, todo esse esgotamento vai para o rio Tietê, né. Então nós também estamos ajudando a revitalizar e recuperar o rio Tietê com essa ação aqui em Guarulhos”, disse.

Guarulhos conta, atualmente, com 78% de atendimento de esgoto. O índice de tratamento, segundo a Prefeitura, é estimado em 12%.

O presidente da Sabesp, Benedito Braga, ressalta que todo o esgoto da cidade de Guarulhos deverá ser tratado até 2035.”Ao longo dos próximos quatro ou cinco anos, nós vamos chegar até, digamos, uns 70% do tratamento – que é o que hoje nós temos na rede da Sabesp. Mas a universalização completa é em um espaço de tempo de 15 anos”, afirmou.

Além do contrato com a prefeitura, a Sabesp anunciou o fim do rodízio de água na cidade. O prefeito de Guarulhos, Gutti, destacou que o anúncio veio antes do previsto. “A nossa meta era dia 8 de dezembro anunciar o fim do rodízio em Guarulhos, mas quatro dias antes os técnicos da Sabesp já me garantem que acabou o rodízio”, ressaltou.

O fim do rodízio de água deve beneficiar cerca de 100 mil pessoas que ainda conviviam com a restrição. Até o ano passado, quase toda a população, de 1.400 milhão de habitantes, sofria com o problema.

*Com informações do repórter Vitor Brown