Sem surpresas, vereador Milton Leite vai comandar a Câmara de São Paulo

Ao todo, 55 parlamentares eleitos em 2020 foram empossados durante a cerimônia

  • Por Jovem Pan
  • 02/01/2021 10h41
ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO AGE20210101170 - 01/01/2021 - 17:45O vereador concluiu a legislatura de 2020 depois que o então presidente Eduardo Tuma foi nomeado conselheiro do Tribunal de Contas

Aliado do prefeito Bruno Covas, o vereador Milton Leite (DEM) foi eleito presidente da Câmara Municipal de São Paulo. A vereadora Rute Costa (PSDB) foi escolhida pelos parlamentares como vice-presidente da Mesa Diretora. Com exceção do PSOL, todos os partidos apoiaram o nome de Milton Leite. O vereador concluiu a legislatura de 2020 depois que o então presidente Eduardo Tuma foi nomeado conselheiro do Tribunal de Contas do Município. Este será o terceiro ano de Leite na presidência do legislativo paulistano.

O vereador disse que foi um dos presidentes mais austeros à frente da Casa e manterá a mesma postura nos próximos meses. “O corte de gastos, mantendo as mesmas condições de trabalho para todos. Fazendo presente a austeridade.” O PSOL indicou a vereadora Erika Hilton para disputar o cargo com Leite. Em um discurso, a parlamentar disse que o legislativo não deve ter relações com o executivo. “Acho fundamental que o Psol e que nós nos coloquemos como oposição para fazermos desta casa um lugar que atenda e dialogue com as necessidades reais das pessoas. A Câmara Municipal não pode ser um puxadinho da Prefeitura.”

Ricardo Nunes, que deixou o legislativo para ser vice de Bruno Covas, disse que é importante manter um bom relacionamento entre os dois poderes. “O desafio nosso, do Bruno Covas, meu e de cada um dos senhores, é enorme. É muito grande. Só com a união e separando divergências ideológicas é que a gente vai conseguir dar o que São Paulo precisa. “Devido a pandemia, os vereadores puderem optar por tomar posse virtualmente. Ao todo, 55 parlamentares eleitos em 2020 foram empossados durante a cerimônia desta sexta na Câmara Municipal de São Paulo. Eduardo Suplicy, parlamentar mais idoso, presidiu a sessão solene.

*Com informações da repórter Nanny Cox