Senado tem número mínimo de assinaturas para CPI sobre queimadas

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o bioma já tem mais de 16 mil focos de incêndio

  • Por Jovem Pan
  • 24/09/2020 07h35 - Atualizado em 24/09/2020 07h45
REUTERS/Amanda PerobelliO relator da comissão, senador Nelsinho Rrad, fala sobre a importância do executivo no combate às queimadas

O verde do Pantanal brasileiro foi tomado pelas cinzas das queimadas. A paisagem vibrante e colorida deu lugar à terra seca, sem vida e monocromática. Este é um dos piores incêndios na região pantaneira, e o reflexo da devastação é sentido por todos que vivem no bioma. A empresária e guia turística Domingas Ribeiro viu 90% da sua pousada, localizada no município de Poconé, queimar em apenas dois dias. Ela lamenta o ano sem boas perspectivas para o turismo na região e fala como se sente com a destruição do Pantanal. “É uma sensação muito ruim, muito triste. A gente sentiu bastante porque, como estamos na natureza, a gente via os animais e agora você olha e vê só cinzas. É muito dolorido”, diz. Domingas conta que muitos animais vão à pousada em busca de água, mas o riacho que tinha ali secou. Ela diz que tenta ajudar os bichos distribuindo comida e água pelo local.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o bioma já tem mais de 16 mil focos de incêndio, no pior cenário já registrado pelo instituto. Nesta quarta-feira, a comissão do Senado, que acompanha as queimadas no Pantanal aprovou o convite para que o vice-presidente, Hamilton Mourão, e os ministros Ricardo Salles, Tarcísio de Freitas e Tereza Cristina visitem a região. A viagem foi marcada para o dia 3 de outubro e, por ser um convite, as autoridades não são obrigadas a aceitar. O relator da comissão, senador Nelsinho Rrad, fala sobre a importância do executivo no combate às queimadas.  “De nada adianta o Legislativo fazer todos esses encaminhamentos se não tivermos ao nosso lado o Executivo federal. Visto que o Executivo estadual do Mato Grosso já esteve presente, o do Mato Grosso do Sul também deverá estar”, diz.

Senadores também protocolaram o pedido para abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar desmonte da governança ambiental no executivo. O pedido teve o mínimo necessário de assinaturas para solicitação da CPI, que, agora, tem de ter a aprovação do presidente da casa, Davi Alcolumbre. Ainda na quarta-feira, o Ministério da Justiça enviou 40 bombeiros da Força Nacional de Segurança Pública a pedido do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, para ajudar no combate aos incêndios.

*Com informações da repórter Camila Yunes