Sobre CoronaVac, Bolsonaro rebate Mourão: ‘Caneta BIC é minha’

Mais cedo, vice-presidente disse que “é lógico” que o governo vai comprar imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac

  • Por Jovem Pan
  • 31/10/2020 07h50 - Atualizado em 31/10/2020 08h00
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoBolsonaro tem afirmado que não fará investimento em uma vacina que não foi aprovada pela Anvisa

Após o vice-presidente Hamilton Mourão garantir que o governo vai comprar a CoronaVac, Jair Bolsonaro rebateu e disse: “a caneta Bic é minha”. A manifestação do presidente foi dada ao Portal R7 nesta sexta-feira (30). Mais cedo, Mourão disse à Veja, que “é lógico” que o governo comprará o imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Segundo ele, a questão é briga política com o governador de São Paulo, João Doria.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, chegou a dizer que o governo iria adquirir o imunizante, mas depois voltou atrás. Bolsonaro tem afirmado que não fará investimento em uma vacina que não foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o Fórum dos Governadores está articulando uma reunião para discutir vacinas com Organização Pan-Americana da Saúde e a regional da OMS para as Américas.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni