STF retoma nesta segunda audiência pública para discutir questões ambientais

A ministra Rosa Weber foi quem convocou a reunião

  • Por Jovem Pan
  • 26/10/2020 08h15
Foto: Christian Braga/GreenpeaceO ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, negou o que tem sido classificado como desmonte ambiental no governo Bolsonaro

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma logo mais à tarde a audiência publica que está discutindo a questão do Fundo Amazônia, criado em 2008 para financiar ações de preservação da floresta. Partidos de oposição acusam o governo de omissão institucional por conta da suspensão do Fundo depois de desentendimentos do governo atual com os países financiadores. A ministra Rosa Weber foi quem convocou a audiência publica. Na sexta (23), foram ouvidos os responsáveis pelo planejamento das ações. Hoje será a vez de opiniões de especialistas e de integrantes do Inpe, por exemplo.

A ministra ressaltou a importância do debate continuo de ideias. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, negou o que tem sido classificado como desmonte ambiental no governo Bolsonaro e ainda responsabilizou os governos anteriores. Ele apontou, também, os problemas que acredita que existam no Fundo Amazônia. Depois de analisar as prestações de contas, o ministro ressaltou que em apenas algumas ações os resultados eram positivos. Salles explicou que o governo quer, sim, mudar parâmetros do Fundo Amazônia e reformular toda a sua estrutura – o que, no entanto, não foi bem recebido pelos países doares.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin