TSE anuncia nesta terça regras de distanciamento para eleição

O primeiro turno, adiado para o dia 15 de novembro, contará com algumas alterações

  • Por Jovem Pan
  • 08/09/2020 06h12 - Atualizado em 08/09/2020 08h11
Tiago Hardman/Futura Press/Estadão ConteúdoPessoas acima de 60 anos ou que fazem parte do grupo de risco para a doença terão prioridade na urnas

O plano de segurança sanitária para as eleições municipais de 2020 será apresentado no final da tarde desta terça-feira, dia 8 de setembro, pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Luís Roberto Barroso. O protocolo foi elaborado por especialistas da Fundação Oswaldo Cruz e dos hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein, e contém recomendações de segurança contra a disseminação da Covid-19. O primeiro turno, adiado para o dia 15 de novembro, contará com algumas alterações.

Após reunião com diversos membros, o TSE decidiu estender por mais uma hora o tempo de votação por causa da pandemia do novo coronavírus. Assim, ficou definido que os quase 128 milhões de eleitores poderão votar das 7 horas da manhã até às 17 horas. Das 7h às 10h da manhã, pessoas acima de 60 anos ou que fazem parte do grupo de risco para a doença terão prioridade na urnas. Para David Uip, infectologista do Hospital Sírio Libanês, os cuidados que serão adotados pelas seções são para garantir a proteção da saúde não só de eleitores — mas também dos demais colaboradores da Justiça Eleitoral.

O Tribunal Superior Eleitoral fechou parcerias para o fornecimento de equipamentos de proteção individual e de higiene para os eleitores. Segundo o presidente do TSE, ministro Luis Roberto Barroso, apesar do momento delicado para a saúde pública do país, os eleitores devem exercer o direito ao voto. Em virtude da pandemia, o primeiro turno das eleições municipais deste ano foram adiadas do dia 4 de outubro para o dia 15 de novembro.

*Com informações da repórter Hanna Beltrão