Variante Delta passa a ser predominante em Minas Gerais

Até agora, foram confirmados mais de 100 casos da cepa indiana, que também é dominante no Rio de Janeiro, e duas pessoas morreram

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2021 10h26 - Atualizado em 28/08/2021 11h02
YAGO FROTA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOApesar do aumento de casos da variante Delta em Minas, taxa de internação permanece baixa, provando a eficácia das vacinas

A variante Delta já é predominante também em Minas Gerais. Segundo a Secretaria de Saúde, a cepa mais contagiosa já foi encontrada em todo o Estado. O governo anunciou que não está desmobilizando os leitos de UTI que foram abertos para atender pacientes com Covid-19. A taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva está em 55%. A Secretaria de Saúde avalia que, apesar do aumento de casos da variante encontrada originalmente na Índia, isso comprova a eficácia das vacinas, mas alerta as pessoas que ainda não tomaram a segunda dose, já que o imunizante só é eficiente com o ciclo vacinal completo.

Até agora, foram confirmados mais de 100 casos da variante Delta e duas pessoas morreram. O número pode ser maior porque o sequenciamento genético que identifica a cepa do vírus ainda não é feito em todos os pacientes. O primeiro caso da variante foi confirmado em 28 de maio em um doente em Juiz de Fora. Segundo o governo, o início da terceira etapa da vacinação deve começar em setembro, com idosos e pessoas com baixa imunidade. O cronograma da nova fase da campanha depende da chegada de mais vacinas ao estado. Minas Gerais já recebeu mais de 22 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19.

*Com informações da repórter Camila Yunes