Vizinhos fecham a fronteira com a Índia por aumento de casos de Covid-19

Medida, que tem o objetivo de conter a disseminação desenfreada do vírus, vale para voos e embarcações; Ilhas Maldivas também endureceram as restrições

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2021 06h55 - Atualizado em 07/05/2021 12h45
EFE/EPA/JAGADEESH NVAs infecções vêm subindo desde fevereiro em uma virada por causa do surgimento de variantes mais contagiosas do vírus

Após bater recorde de mortes diárias e infecções pela Covid-19, o Sri Lanka seguiu os passos dos vizinhos Bangladesh, Nepal e Paquistão e fechou suas fronteiras com a Índia nesta quinta feira, 6. A medida, que tem o objetivo de conter a disseminação desenfreada do vírus, vale para voos e embarcações. O país intensificou suas patrulhas para evitar que os pesqueiros indianos se aproximem de suas águas. Onze embarcações que cruzavam o estreito entre os dois países foram interceptadas pela Marinha. O gigante asiático enfrenta uma onda devastadora da pandemia, que quase dobrou o número de infecções em relação aos últimos três meses e tornou comuns cenas de cremações ao ar livre.

A Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho se referiu à situação como “um desastre humanitário que se aprofunda” no sul da Ásia. O diretor regional da Organização, Alexander Matheou, disse que é preciso agir rapidamente para manter alguma esperança de conter a catástrofe. Um dos destinos turísticos mais procurados, as Ilhas Maldivas, situadas no Oceano Índico, também endureceram as restrições para viajantes indianos. O total de casos de Covid-19 na Índia passou dos 20 milhões nesta semana. As infecções vêm subindo desde fevereiro em uma virada por causa do surgimento de variantes mais contagiosas do vírus e o afrouxamento das restrições que permitiram grandes multidões reunidas em festivais religiosos hindus e comícios políticos, antes das eleições estaduais.

*Com informações da repórter Caterina Achutti